o Dionísio do Laerte

Que o Laerte é genial eu já sabia, mas hoje descobri uma historinha toda bacana, quando pesquisava, vejam só: dionisismo. Na estória do Laerte tem essa personagem, o Dionísio, o nome do deus grego mesmo, aquele do dionisismo do Nietzsche em A Origem da Tragédia, aquele da Ariadne/Ariane, aquele que nasceu da coxa de Zeus, que teve de ser bode um tempinho pra fugir da Hera (ciumeiras mitológicas), aquele mesmo dos cachinhos e do vinho e das possessões, aquele das Bacantes. Os Dionísios (tanto o grego quando o laértico) sabem amar. O Dionísio do Laerte sabe mentir (pra salvar a sua pele).

Enfim, o que é fato é que a história é uma linda verdade: amar, mesmo que mulheres do quartinho, é sempre entrar em um jogo muito perigoso (meandros, labirintos), no qual é preciso saber um pouco sobre devoção e inverdades. Se faz sentido ou não eu também não sei.

Anúncios

Sobre dancewithyou

desejos de sea, sex and sun e só.
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s