Arquivo do mês: abril 2011

some days, e os mortos.

Hoje eu pensei sobre a morte. E pensar a morte, como pensar a vida, é a mais vasta das inutilidades humanas. É uma doença, a consciência, já dizia o Caeiro. Mas, feliz ou infelizmente, não sei, eu não sou o … Continuar lendo

Publicado em Uncategorized | 2 Comentários