some days, e os mortos.

Hoje eu pensei sobre a morte. E pensar a morte, como pensar a vida, é a mais vasta das inutilidades humanas. É uma doença, a consciência, já dizia o Caeiro. Mas, feliz ou infelizmente, não sei, eu não sou o Caeiro.

Hoje aprendi lindos poemas do Billy Collins com a Ana Guadalupe, menina e poeta que me mostrou algumas animações dos poemas dele no youtube, são lindas. E eu decidi voltar pro blog com elas.

the dead:

some days

Anúncios

Sobre dancewithyou

desejos de sea, sex and sun e só.
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

2 respostas para some days, e os mortos.

  1. Passei por aqui para te ver/ler. E da próxima vez espero passar pela terra do Lobato pra te ver de pertinho.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s